L-carnitina tem sido utilizada como um suplemento nutricional, durante mais de duas décadas. É um aminoácido que se encontra principalmente na proteína animal, a carne vermelha é considerada a fonte mais rica de carnitina, embora os seres humanos também sejam capazes de sintetizar a L-carnitina a partir da dieta rica em aminoácidos. Sua principal função é a de ajudar o corpo a metabolizar os alimentos em energia, mas também provou ser um complemento valioso para os atletas, ajudando no processo de recuperação através da melhora da reparação do tecido muscular e da redução de danos no tecido muscular, mais ainda, um estudo de saudáveis homens treinados demonstrou que a L-carnitina pode aumentar significativamente a concentração de testosterona no receptor de androgênio.

Carnitina melhora a recuperação muscular pós-treino

Estudos têm demonstrado que a L-carnitina é um poderoso ingrediente que pode ajudar a facilitar o processo de recuperação pós-treino. Atua como um antioxidante que pode reduzir a formação de radicais livres no corpo, minimizando o catabolismo do tecido muscular e promovendo a cura. L-carnitina inclusive foi demonstrada para reduzir a dor muscular após um treino. No longo prazo suplementar-se com carnitina após o treino acentua a recuperação e é adequada e importante para o crescimento e desenvolvimento global.

Outro efeito importante de L-carnitina é a sua capacidade para aumentar significativamente a concentração de receptores de testosterona. De fato, em um estudo, a L-carnitina demonstrou aumentar significativamente a testosterona (androgênios), a concentração do receptor após apenas 21 dias de suplementação nos homens treinados em força. O aumento da disponibilidade do receptor acredita-se que conduz a um maior potencial de testosterona de livre utilização ao nível da fibra muscular. A testosterona livre é a forma mais útil de testosterona disponível para o crescimento puro, sem adulterar e desenvolvendo o músculo.